sábado, 26 de julho de 2008

O mundo de lá é


O mundo de lá nunca foi, nem é, mas pode vir a ser. É promessa! Tanto quanto o de cá, de outra forma. O mundo de lá é Chico, Buarque e Sciense, e Caetano. É América... DO SUL. É rede (a de dormir, deitar, brincar, cair mesmo), é caipirinha e suco de frutas, é berimbau, é selva e mar. É Shopping. É forró, carnaval, maracatu, frevo, caboclinho, manguebeat, samba, axé, etc, etc, etc. O mundo de lá é Festa. É sofrido. É pobre. É rico. É Nelson Rodrigues. É Boneco de Olinda. É feijoada e bolo de rolo, é caldinho de... tudo; é úmido. É abraço. É cachaça. É muito ´xêro´. O mundo de lá é ´gente boa´ (o de cá é boa gente). O mundo de lá é retorno. É porto.

3 comentários:

Christianne Alcântara disse...

Seguro?

a estrangeira disse...

Nem tão seguro assim, mas tem tb Porto Seguro, na Bahia, e sim, se formos para o español, onde seguro significa "com certeza", es seguro que "o mundo de lá é"!

a estrangeira disse...

Porto de Galinhas, Porto Alegre, Porto Velho, Porto Solidão...