quarta-feira, 2 de julho de 2008

O tesouro

.............................................................

Em algum momento de 2007, no Mundo de lá, quando eu ainda estava na ativa, trabalhando com marketing, estávamos todos ao redor de uma grande mesa, numa agência de comunicação no Recife, discutindo os melhores e piores momentos da semana referentes a alguns clientes, quando, de repente, um grito se sucede... Eu, que estava conduzindo a reunião, me espanto com tamanha eloqüência de uma das participantes: boa profissional, em crise existencial na carreira, diz de forma assustadora: “Vejam que lindo!” - Pensei: era momento para uma prensa; que nosense! No meio da reunião!

Outros colegas-chave, sócios da agência, por algum motivo que não me recordo agora, estavam ausentes neste dia...

A querida colega não desiste. Todos(as) correm pra janela. Diante do inevitável, e da ausência de algo mais interessante a dizer, também não me controlo, vou finalmente comprovar o motivo: um imenso arco-íris se forma à nossa frente, por trás das janelas de vidro transparente. Outros urros de admiração. Realmente, ele estava ali, indiscutivelmente lindo, a atrapalhar nossa reunião: “o” arco-íris. A essas alturas, o que poderia ser mais importante?! O que poderia ser mais criativo e inusitado, em plena reunião de pauta da sexta-feira, para meros mortais de uma agência de comunicação?!

Dizem que o arco-íris é prenúncio de boas novas, de um futuro colorido à frente. Me lembrei agora da tão famosa esperança. Em algum momento da reunião, filosofei timidamente: “haveremos de, um dia, encontrar o tesouro prometido no final do arco-íris”! Pouco tempo depois, descobri que o tal tesouro pode adquirir diferentes formas: um sorriso, uma simples boa notícia, e assim, nossa vida vai se enchendo de pequenos tesouros, de pequenos arco-íris, motivos de contemplação e felicidade, ainda mais espetaculares do que aquela visão! Ainda naquele momento, lembro que tirei uma foto pelo celular, e, após a reunião, enviei por email o registro do momento para os presentes. É verdade que o ocorrido foi muito rápido, talvez não tenha durado mais que dois minutos..., e logo após voltamos a nos concentrar no “importante”. Aquela cena, no entanto, não me saiu da cabeça.

Agora, de volta ao Mundo de lá, displicentemente observando o mar das minhas breves férias, presenciei outra cena admirável: outro arco-íris (ou seria o mesmo, que resolveu dar as caras nas minhas férias?!) - Pensei como estaríam todos exatamente neste momento... alguns já saíram da agência..., a querida funcionária, contempladora do arco-íris: hoje, mais carioca do que pernambucana, tenta se encontrar noutros mares (se não tiver mudado o repertório, continua cantando “Fogo”, de Capital Inicial)... Até eu, no Mundo de cá, provisoriamente no de Lá, em busca de novas cores e sons...

Faz tão pouco tempo...! O mundo dá muitas voltas, e essa frase agora não me parece deslocada, não me parece mero clichê. Tanta coisa já aconteceu... Mas o arco-íris permanece, brilhante, reluzente, e continua a nos encher de esperança sempre que aparece, seja no mundo de lá, ou no de cá; seja para cariocas, para pernambucanos, ou para espanhóis, não importa. Minha próxima procura na Espanha será por um arco-íris... Quando o encontrar, espero ter uma boa câmera nas mãos para registrá-lo. Por ora, fico com a imagem do Mundo de lá, mais precisamente da Pousada do Alto, em Japaratinga, Alagoas,... e que outros arco-íris sejam sempre bem-vindos, em todos “os mundos”. De preferência, no meu.

11 comentários:

Eti Brito disse...

Olá, priminha espero que você possa comtemplar vários outros arco-íris no trajeto de tua vida. Beijo Eti

Carol disse...

Cris adorei seu texto, fiquei emocionada de verdade! Só quem realmente participou dessa reunião é que sabe a importância desse arco-íris especificamente. Foi um arco-íris muito especial, pelo menos para mim, pois apareceu em um momento tão inusitado onde poderíamos esperar tudo, menos que aparecesse e chamasse a atenção de todas nós (vale ressaltar que todas reunidas eram mulheres)! Beijos e Saudades!!! Carol.

Anônimo disse...

Cris,
Eita lembro sim! Você está muito chique mesmo, aproveite suas férias.
Vou tirar uma semana de folga de 07 à 14/07 minha mãe, sobrinha e tia vão vir passar uns dias comigo.
Mas antes de você voltar vamos combinar uma farra, com direito a violão e tudo.
Beijos, Socorro

Anônimo disse...

Oi Cris!
Realmente, o mundo dá voltas... Cada dia que vivo aqui me convenço mais disso... O que não é ruim, ao contrário, desde que essas voltas sejam em busca de um arco-íris!
Tenho muita saudade de todos da agência, dos momentos que vivi ali e de todo um aprendizado que adquiri naquela escola.
Hoje estou feliz, mas em busca do meu arco-íris profissionalmente falando... Vou fazer meu curso de marketing na Califórnia, e, se Deus quiser, achar um caminho pro pote de ouro! Hehehe!
Um beijo grande, carinhoso e saudoso!
Camila.

Roger disse...

Não sabia que és "leonina" (meu pai também era)... O arco-íris realmente é algo cheio de explicações físicas e matemáticas, mas que a própria natureza nos faz questionar a partir da abstração humana acerca do fenômeno... O significado nos deixa "a bailar" diante de tantas inspirações, sobretudo no que se torna tesouro quando o distante fica perto...
Um beijo querida e tudo de bom pra toda sua família linda.
PS.: Estamos cercados por tesouros, só preisamos percebê-los.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.