segunda-feira, 15 de junho de 2009

Brasil x Egito

Foto: El País

O Brasil ganha do Egito por 4 x 3 no seu jogo de estréia pela Copa das Confederações, mas não convence. O fato de não convencer não dá margens que se diga que o Egito foi muito superior como sugere o site do El País. Não é verdade. No segundo tempo, o Egito dominou, no primeiro, o fez o Brasil. Claro que se espera muito mais de um time que é pentacampeão do mundo, de uma equipe com nomes como Kaká y Robinho. É natural que se torça por uma equipe com menos fama e expressividade. É mais natural ainda que em sendo Espanha proclamada a grande favorita ao título de 2009, e de fato vem apresentando um futebol estupendo, haja uma tendência a desmoralizar aqueles que têm mais tradição e títulos. Mas muita bola ainda vai rolar e, embora eu torça para que a Espanha se destaque nesse Campeonato, não se deve cantar vitória antes do tempo. Ontem, vi um telejornal onde um jornalista perguntava ao técnico da França se a Espanha era o melhor time do mundo da atualidade. E ele foi muito sábio ao dizer que não, que é o melhor time da Europa, mas até que haja uma nova Copa do Mundo, o campeão mundial ainda é Itália. Estou totalmente de acordo.

3 comentários:

javi brasil disse...

No mesmo jornal El Pais, Tostão dizia que Brasil agora parece Alemanha, e que a "Brasil" de agora é, sem duvida, Espanha.

Se Brasil se encontra com Espanha nesta Taça Confederaçoes, prepara-se a grande guerra na minha casa. ;) ;)

anlene gomes disse...

cris acho que futebol é assim: só vale gol, jogando bem ou mal. eu adoro ver gol, muitos e jogo com 7 gols é um luxo!

a estrangeira (Cristina Alcântara) disse...

Javi, pois queria EU que toda "grande guerra" fosse nos campos de futebol, ou nas discussões deportivas, desde que COM RESPEITO E LIMITES, sem violência, claro. Adoro futebol. Até jogava com umas amigas quando morava no Brasil (era ruinzinha, mas me divertia um montão). Adoraria ver Espanha e Brasil jogando a final da Copa das Confederações. Seguramente, torceria pelo Brasil, mas não ficaria triste pela vitória da Espanha, se é que me entende...:)

E Anlene, também adoro gols. E estou de acordo. Não é qualquer partida que nos brinda com tamanha emoção. Beijos,